Falando dos meus problemas na implantação da pintura airless no Brasil.

Bem, em 2003 quando vim com o projeto dos Estado Unidos, visualizei uma grande oportunidade aqui no Brasil e porque não na américa latina, eu tinha vivido alguns anos Lá  e sabia que aqui não existiria esta tecnologia, o que eu fiz ? comecei a comprar muitas maquinas, diversos equipamentos e montamos a empresa e começamos a trabalhar, quando percebi tínhamos 80 funcionários e muitas maquinas, muitos trabalhos,  obras, clientes de porte, tudo o que uma empresa precisaria para se dar bem, foi ai ai que tudo começou a dar errado,  quando percebi faltava treinamento, especialização e tudo deu errado, entendi que precisaríamos adaptar o sistema para nossa mão de obra e tipo de construção como ; Drywall, reboco, gesso, massa corrida e trabalhar a cabeça do mercado a qual nos anos de 2003 até 2008 não aceitavam estes tipos de equipamentos, tivemos que trabalhar processos de isolamentos, produtos,  e muitas coisas a qual vou relatar aqui dia a dia pra ajudar a quem deseja entrar neste negócio,  quem não  total controle deste processo, digo não basta ter maquina airless e achar que vai enriquecer, tem que se estudar estes equipamentos e os processos que antecedem a aplicação de tinta  como lixadeiras de teto e parede.
e mail : jose.c@toppaint.com.br

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: